Biografia Peter Davison

/Biografia Peter Davison

Quinto Doutor

 

Imagina quatro sortudas crianças conversando com seus amiguinhos: meu pai é o décimo doutor, minha mãe é a filha do décimo doutor, meu avô é o quinto doutor, que é pai da filha do doutor na vida real… Pois é, esses são os filhos de David Tennant e Georgia Moffett. Mas não é sobre eles que vamos falar aqui hoje, mas sim, sobre quem começou essa “pequena confusão” na vida dos garotos, Peter Davison.

Fiz essa pequena introdução, porque como eu queria ser essas crianças gente. Vocês não têm noção do quanto eu queria ser essas crianças pra poder dizer pra alguém. Acho que muitos de vocês também queriam ser filhos do Tennant e da Georgia né hahah. Mas enfim, vamos falar sobre quem viemos aqui conversar né =P

Peter Malcolm Gordon Moffett, ou simplesmente Peter Davison, nasceu em 13 de Abril de 1951, em Streatham, Londres, onde estudou na Granton Primary School. Depois de um tempo, sua família se mudou para Knaphill, em Surrey. Durante o tempo em que moraram lá, Peter foi membro de uma companhia de teatro chamada The Byfleet Players. Mas de seguir carreira de ator, foi bem sucedido nas escolas pelas quais passou, trabalhou como atendente mortuário, operário em uma fábrica de prensas, além de outros trabalhos árduos e difíceis, até que conseguiu um emprego de ator e assistente de gerente de palco na Nottingham Playhouse.

Para não ser confundido com o ator e diretor Peter Moffatt, ele resolveu adotar o nome Peter Davison, já que os dois acabaram trabalhando juntos.

Quando tinha 21 aninhos de idade (em 1973), casou-se com Diane Russell, mas se separaram dois anos depois.

Ainda em 1973, foi quando ele conseguiu seu primeiro trabalho na televisão, em um episódio de uma série da BBC. Em 1975, ele foi convidado para participar de um programa de ficção científica infantil (The Tomorrow People), onde conheceu a atriz Sandra Dickinson, com quem se casou três anos mais tarde (em 1978).

Nos meados da década de 1970, Peter passou por uns probleminhas na sua carreira de ator, tendo que trabalhar num escritório fiscal por 18 meses. Mas em 1976, ele voltou a atuar, já que foi convidado a participar de uma minissérie na TV, seu papel na minissérie era um dos mais importantes, e apesar de só ter ido ao ar no ano seguinte, ele não deixou a desejar, atuando muito bem e fazendo com que sua atuação chamasse a atenção de muitas pessoas.

Peter e sua esposa compuseram e interpretaram as músicas tema de um programa infantil que foi ao ar em 1978 e teve sua difusão na década de 1980. Em 1981, atuou em um papel cômico de uma versão do Guia do Mochileiro das Galáxias, e vários produtores gostaram de sua atuação.

Em 1980, assinou o contrato para substituir Tom Baker no papel do Doutor, mas só começou a atuar na série em 1981, quando tinha 29 anos de idade, sendo o mais novo ator a interpretar o Doutor até então. Seguindo o conselho de Patrick Troughton de atuar na série por pelo menos três anos, Peter só deixou Doctor Who em 1984, para lançar seu próprio programa (Anna of the Five Towns).

Sua atuação como Doutor foi considerada como boa, embora não tenha feito tanto sucesso como alguns de seus antecessores, como, por exemplo, o Doutor de Tom Baker (mas também né, como eu disse na biografia do Tom, seu Doutor é um dos mais icônicos e populares até hoje), mas mesmo assim, teve várias boas aventuras ao lado de suas companions e dos vilões da série, enfrentando até os Daleks.

Participou de alguns especiais da série, ajudou a escrever e a organizar o especial The Five Doctors e até manifestou sua vontade de atuar no especial de 50 anos da série, mas, infelizmente, ficou de fora. Contudo, participou e apresentou vários documentários e análises da série, até mesmo com Tennant, antes de se tornar seu genro. Tem sido crítico da série já há alguns bons anos, e gostou bastante quando retornou com uma nova fase em 2005.

Mas se você pensa que suas críticas sobre o seriado são sempre boas, muito se engana meu caro, ele também faz suas críticas construtivas para ajudar a série a melhorar e evoluir.

Claro que continuou atuando em filmes, programas televisivos, teatro, e até na rádio e na música continuou tendo sua contribuição. E o cara não para por aí não viu, ainda tá na ativa, tanto na série Doctor Who como fora dela, e é por isso que não vou listar aqui tudo o que ele participou e ainda participa ou contribui.

Falando um pouco de vida pessoal para encerrar (mas não vão embora ainda hein) sua filha mais velha (na vida real, porque em DW o Doctor teve outros filhos antes dela) Georgia Moffett nasceu em 1984. Dez anos mais tarde, em 1994, se separou de Dickinson. Em 1999 e em 2001 nasceram seus filhos com a atriz e escritora Elizabeth Morton, Louis e Joel, respectivamente, e em 2003 casou-se com ela.

Todos os seus três filhos seguiram carreira de ator, e Louis também adotou o sobrenome Davison como seu nome artístico. Só por curiosidade (porque vou fazer um ou mais posts só sobre isso mais pra frente) Georgia se casou com Tennant em 2011, e as quatro crianças sortudas de que falei lá no comecinho são: Ty, Olive, Wilfred e uma menininha cujo nome não encontrei, se alguém aliás achar e quiser informar agradeço desde já =)

Bom galera, por hoje é só. Espero que tenham gostado da biografia do Peter. Dúvidas, críticas, sugestões são sempre bem vindas, então comentem aí embaixo o que acharam do post de hoje, please.

Allons-y e até a nossa próxima viagem no tempo e espaço <3 <3

By | 2017-04-08T07:19:28-03:00 abril 13, 2016|Biografias|0 Comments

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.