Biografia Patrick Troughton

/Biografia Patrick Troughton

Segundo Doutor

Quem leu a biografia de William Hartnell, sabe que ele mesmo indicou Patrick Troughton para interpretar o Segundo Doutor e dar continuidade à série. E para a gente conhecer um pouquinho mais sobre nosso Segundo Doutor, resolvi fazer a biografia dele. Então vamos lá:

Patrick George Troughton, ou simplesmente Pat, nasceu em 25 de março de 1920 em Mill Hill, um distrito do histórico condado de Middlesex, que depois foi absorvido por Londres e virou um distrito de Londres. Hoje, Mill Hill é distribuído em diversas áreas, com vários nomes diferentes. Seus pais eram Alec George Troughton e Dorothy Evelyn Offord. Seus irmãos eram Alec Robert e Mary Edith. Estudou na Mill Hill School e viveu na cidade que nasceu a maior parte de sua vida.

Começou a atuar na escola mesmo, Mill Hill School, em março de 1937, em uma peça de J.B. Priestley. Mais tarde foi para a Embassy School of Acting em Swiss Cottage, outro distrito de Londres. Depois disso, ganhou uma bolsa de estudos para estudar no Leighton Rallius Studios no John Drew Memorial Theatre em Long Island, Nova Iorque. E em 1939 ingressou para a Tonbridge Repertory Company.

Quando a Segunda Guerra Mundial começou, ele retornou para casa em um navio belga que acabou atingindo uma mina marinha e afundou na costa da Grã Bretanha, mas Patrick escapou em um bote salva-vidas. Em 1940, entrou para a Marinha Real e foi comissionado como Tenente, trabalhando no cargo até 1945. Terminou a Segunda Guerra com Condecorações pelos seus feitos e atos heroicos.

Assim que a guerra terminou, Patrick voltou para o teatro ainda em 1945, trabalhando em diversas companhias de teatro até estrear na televisão em 1947 e no cinema em 1948, porém, sempre gostou mais de atuar na TV. Em 1953 foi o primeiro ator a interpretar Robin Hood na TV e também atuou em diversos outros papeis de destaque em programas televisivos, principalmente de fantasia, ficção científica e filmes de terror.

Uma curiosidade é que tinham oferecido a ele o papel de Johnny Ringo em uma das histórias de Doctor Who, mas ele recusou. Mas não teve como recusar o convite para participar da série no papel principal, já que o próprio William Hartnell tinha indicado ele para interpretar o Doutor.

Outra curiosidade é que a inspiração inicial para sua interpretação do Doctor foi Charles Chaplin, ideia do criador Sydney Newman.

Sempre muito reservado, não gostava muito de dar entrevistas, mas era muito querido pelas equipes de produção e seus colegas de atuação, sendo considerado uma figura paterna e bastante brincalhão por toda a equipe.

Achava a rotina de gravação de Doctor Who um pouco cansativa, e após 3 anos de atuação no papel do Doutor decidiu deixar a série. Além do mais, tinha um pouco de medo de ser estereotipado. Mal sabia ele que sua decisão se tornaria uma “lei não escrita” entre os atores, para se prevenirem de ser estereotipados por um papel em um programa longo e com potencial de sucesso na TV.

Depois de deixar o seriado formalmente, Patrick retornou ao programa 3 vezes:

– No especial de 10 anos da série, em 1973 (The Three Doctors)

– No especial de 20 anos da série, em 1983 (The Five Doctors)

– No episódio The Two Doctors, em 1985, ao lado de Colin Baker

Além disso, participou de diversos eventos e convenções da série no início dos anos 80.

Quando parou de gravar para o seriado, Patrick atuou em vários filmes e programas televisivos, sendo alguns de grande sucesso, mas sempre mantendo a linha de fantasia, ficção científica e terror.

Patrick sempre trabalhou muito, e essa carga de trabalho e estresse excessivo o levou a desenvolver um sério problema cardíaco, mas ele nunca levou muito a sério as recomendações de seu médico e acabou sofrendo dois grandes ataques cardíacos. Nos dois casos, ele ficou alguns meses sem trabalhar para se recuperar.

Em 27 de março de 1987, dois dias depois de seu aniversário, ele foi como convidado para a convenção de ficção científica Magnum Opus Con II em Colombus, Georgia, EUA. Seus médicos o haviam avisado que sua saúde cardíaca estava em um estado delicado e que era melhor ele não fazer viagens tão longas assim, mas ele foi mesmo assim para a convenção. Participou numa boa dos painéis durante o dia todo e sempre de bom humor e bem animado, e não escondia de ninguém o entusiasmo por uma festa de aniversário atrasado que seria feita quando ele voltasse para a Inglaterra. Mas no dia seguinte, 28 de março, logo após ele pedir seu café da manhã ao hotel, sofreu mais um ataque cardíaco e não resistiu. Segundo os paramédicos que foram chamados, ele morreu instantaneamente.

Sobre sua vida pessoal, casou-se com Margaret Dunlop, com quem teve uma filha e dois filhos, e resolveu se separar dela para ir viver com sua namorada, Ethel Margaret “Bunny” Nuens, com quem teve mais uma filha e dois filhos. Nunca se casou com Bunny, mas em 1976 casou-se Sheila Holdup, com quem não teve filhos.

E aqui encerro a biografia do Patrick Troughton, nosso Segundo Doutor. Espero que vocês tenham gostado. Comentem aí embaixo o que acharam 😉

Allons-y e até a nossa próxima viagem no tempo e espaço.

By | 2017-04-26T19:16:07-03:00 fevereiro 9, 2016|Biografias|0 Comments

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.