Donna Noble

/Donna Noble

A Donna é sem dúvida nenhuma uma das mais queridas companions do Doutor. Apesar de ela nem saber trocar uma lâmpada, como o próprio Doutor diz a ela em um dos episódios mais marcantes da série, ela se tornou uma das mais importantes companions e a mulher mais importante do universo, provando pra gente que um simples ato de virar a esquina pro outro lado pode mudar não apenas as nossas vidas, mas a vida de todo (ou todos) o(s) universo(s). Eu sou um pouco suspeita para falar dela, afinal de contas é a minha preferida, mas até mesmo aqueles que não curtem muito ela, têm que admitir: ela foi importante na vida do Doutor.

E aqui vamos ver por vários motivos, o porquê que ela foi tão importante assim para todos nós, a ponto de ser “classificada” como a mulher mais importante do universo pelo Doutor, como sua carisma e simpatia conquistou a todos, e até mesmo a tristeza que foi se despedir dessa companion incrível.

Donna Noble, é filha de Geoff e Sylvia Noble e neta de Wilfred e Eileen Mott, mas seu círculo familiar mostrado na série é pequeno, apenas ela, sua mãe Sylvia e seu avô Wilfred. Podemos dizer que não era muito provida de inteligência, ainda mais se comparada ao Décimo Doutor, que foi quem ela fez companhia em suas viagens universos afora. Como bem sabemos, o Décimo Doutor tem uma inteligência inestimável (e porque não dizer, invejável?!), mas mesmo assim, seu carisma, sua simpatia, seu jeitinho atrapalhado e engraçado fez com que esse cara inteligentíssimo caísse em suas graças, conquistando sua amizade e sua confiança, criando um laço entre os dois muito bonito na minha opinião. Quem dera eu se um dia pudesse ter uma amizade tão bonita quanto a desses dois.

Mas vamos lá, afinal de contas, como eles se conheceram? Bem, Donna nunca conseguiu ter um emprego fixo por muito tempo, na maioria das vezes eram trabalhos temporários, até que conseguiu um emprego (também temporário) de secretária, na H.C. Clements. Lá, ela acabou conhecendo um cara, Lance Bennett, por quem ela acabou se apaixonando e, de certa forma, forçando um casamento. Acontece que as intenções dele para com ela eram outras, completamente diferente do que o que ela queria para os dois. Ela queria casar, constituir família, ter uma vida com ele; já ele, queria apenas colocar, diariamente, doses de partículas Huon em seu café. Aaannw, mas que meigo ele, não?! Româââântiico, dá até gosto de ver. Só que não.

Mas ele só estava fazendo isso porque a Imperatriz dos Racnoss o mandava fazer isso. Depois ele até acabou dizendo a ela que merecia uma medalha, por ter aguentado ela por tanto tempo assim (cerca de 6 meses). Quando chegou o grande dia de Donna Noble, obviamente seus nervos estavam à flor da pele, e esse nervosismo todo reagiu com as partículas Huon em seu organismo, fazendo com que ela se teletransportasse para dentro da TARDIS. E aí começa a aventura, a amizade e cômica história desses dois.

Assim que o Doutor percebeu o que estava acontecendo, resolveu ajuda-la, claro! Mas uma série de acontecimentos emocionantes e (porque não?!) engraçados, impediram o Doctor de levar Donna a tempo de seu casamento. Eles chegaram já na festa de recepção de seu casamento, e ela ficou nada satisfeita com isso. Começou a “chorar” porque eles tinham começado sem ela, não esperaram ela para a própria festa de casamento, mas na verdade era puro fingimento. Infelizmente, sua festa foi interrompida mais uma vez por mais um acontecimento alien em sua vida, fazendo com que os convidados dessem o fora dali e ela e o Doutor fossem atrás das pistas que iam aparecendo na frente deles.

Eles acabaram em um esconderijo da Imperatriz dos Racnoss, em uma base secreta sob o Rio Tâmisa. Foi lá que eles acabaram descobrindo todos os seus planos de invasão da Terra, o porque que Lance estava colocando as partículas Huon no café de Donna e o que ele realmente queria com ela. Papo vai, papo vem, a Terra foi salva de mais uma invasão alienígena pelo Doutor, e se não fosse por Donna, ele nunca teria saído de lá com vida. Mas não, não foi aqui que sua importância na vida do Doutor começou, foi antes até mesmo dela começar a trabalhar na H.C. Clements, mas acalmem seus dois coraçõezinhos aí, eu já explico isso.

Após sair do esconderijo da Imperatriz, os dois perceberam que eles simplesmente drenaram o Tâmisa, é mole?!

E claro, o Doutor estava sem companhia para viajar, e precisava de alguém, mas como Donna ainda não estava preparada para tantos acontecimentos alienígenas, acabou recusando.

Mas tudo isso acabou mudando a vida dela, de uma tal forma que ela simplesmente não conseguia mais ficar sem o Doctor e suas aventuras. Viajou pra alguns lugares do mundo em busca de mais adrenalina. Sem sucesso, começou a pesquisar acontecimentos estranhos na Terra. Foi onde acabou achando a Indústrias Adipose. E advinha quem foi que ela encontrou por lá?! Pesquisando a mesmíssima situação?! O Doutor, é claro!! E gente, como eu ri nessa cena. Acho que todos riram. Principalmente com a cara da Miss Foster quando ela percebe que os dois estão ali conversando por mímica. Hahahhahahhahahha

Não sei se vocês sabem, mas essa cena aí foi feita na base do improviso. Simplesmente deram o roteiro pros dois (David e Catherine) e lá estava: os dois conversam por mímica.

Mais uma vez, os dois resolveram a situação, e dessa vez Donna aceitou o convite do Doutor para viajar com ela. Ela não só aceitou como estava muitíssimo preparada para ir com ele. Tinha tudo que precisava e mais um pouco no porta-malas do carro dela hahaha.

Ah, claro! Não me esqueci de explicar a vocês quando a importância dela na vida do Doutor e todo o universo surgiu. Bem, às vezes achamos que um pequeno ato nosso, não vai gerar grandes consequências, ou consequência alguma. Mas o fato meu amigo e minha amiga Whovian, é que se você, por exemplo, virar à esquerda ao invés de virar à direita no trânsito, pode fazer com que você conheça o Doutor algum dia. Pois é, mas por que que Donna virou à esquerda e não à direita naquele exato momento?? Porque a Donna do futuro, já tendo vivenciado tudo aquilo que viveu e sabendo de sua importância para salvar a vida do Doctor, e assim, a vida na Terra e no Universo, entrou na frente de um caminhão, sendo atropelada por ele e fazendo o trânsito parar.

A Donna do passado, sem saber de tudo isso e impaciente para sair logo dali, ao invés de ouvir sua mãe e virar à direita (lado em que o acidente aconteceu) virou à esquerda e viu sua vida mudar dali em diante.

Vivemos muitos momentos e muitos episódios marcantes ao lado desses dois, mas infelizmente tivemos que nos despedir dela. E foi muito triste gente. =(

Na tentativa de salvar a todos (Doutor, Terra, TARDIS, Universo) dos Daleks, Donna acabou “sugando” energia regenerativa da TARDIS e da mão decepada do Doctor anos atrás e “se misturando” aos aspectos do Doutor, criando um Time Lord meio humano da mesmíssima aparência do Doctor e ficando beeem mais inteligente.

Acontece que tudo isso era demais para seu frágil cérebro humano, e o único meio de salvar sua amiga que o Doctor encontrou, foi apagar todas, TODAS, as memórias que ela tinha do Doutor, da TARDIS, dos acontecimentos aliens em sua vida, de TUDO. Era como se ela nunca o tivesse conhecido ou ouvido mencionar sobre ele e tudo isso. Quando ele a deixou em casa, deixou instruções restritas para sua mãe e seu avô para que nunca mencionassem ele ou a TARDIS, pois isso poderia desencadear todas as suas lembranças e seu alter ego “DoctorDonna” poderia queimar seu cérebro e matá-la.

Aparentemente, suas memórias sobre o Doutor e todas as suas aventuras vividas nunca voltaram, mesmo quando o Mestre tornou todos os seres humanos em suas duplicatas. Nesse episódio, ela só não se transformou em Mestre também, devido aos resquícios de seu alter ego Doctor-Donna adormecido em si, e isso também salvou sua vida quando ficou encurralada na rua por várias duplicatas do Master. Acontece que o Doutor, como bom amigo que era, não a deixaria sem uma segurança caso necessário, e “instalou” um dispositivo de segurança em sua mente quando apagou sua memória que foi ativo quando “os Mestres” a encurralaram na rua.

Alguns meses depois do Doctor ter deixado ela em casa, logo após ter apagado sua memória, ela conseguiu alinhar novamente sua vida, conhecendo Shaun Temple e se casando com ele algum tempo depois. Claro que no grande dia o Doutor apareceu, mas como ela não podia vê-lo, ele falou com sua mãe e seu avô, a presenteou com um bilhete de loteria premiado, e ficou a observando e se divertindo ao longe pela sua reação ao receber o bilhete.

Bem galera, sei que ficou bem longo o texto, mas espero que vocês tenham gostado da nova dinâmica do texto, com  mais bem explicação que antes.

Não se preocupem que logo logo vira um vídeo pro canal, mas até lá:
Allons-y, e até a nossa próxima viagem no tempo e no espaço!!

By | 2018-01-04T03:46:09-03:00 agosto 13, 2017|Companions|0 Comments

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.